ptenfrdeitrues

Reeleição da Grã Mestra da Grande Loja Feminina de Portugal, Rogelia Neves

Resultado de imagem para grande loja feminina de portugal

Decorreu no passado sábado, em Lisboa, a convenção da Grande Loja Feminina de Portugal, na sede do Grande Oriente Lusitano.

Foi reeleita a actual Grã Mestra Rogelia Neves para o proximo ano maçónico.

A Grande Loja Feminina de Portugal é a única obediência maçónica exclusivamente feminina portuguesa. Praticam o Rito Francês e do Rito Escoçês Antigo e Aceite com as cartas patentes da Grande Loja Feminina de França.

É membro do CLIMAF - Centro Ligação Internacional Maçonaria Feminina, maior organização feminina internacional.

Apresentação da Pós Graduação Maçonaria e Sociedades Iniciáticas na Universidade Autónoma de Lisboa.

 

Com o anfiteatro completamente cheio deu inicio a primeira pós graduação da Maçonaria e Sociedades Iniciáticas em Portugal na Universidade Autónoma de Lisboa no dia 12 de setembro 2019.

Maçonaria.2.jpg

Maçonaria.1.jpg

Após a apresentação pelo Reitor Universidade Autónoma de Lisboa, Prof. Doutor José Amado da Silva, foi dada a primeira palestra pelo Dr. Carlos Otero sobre Mozart e a Maçonaria.

Maçonaria.3.jpg

Com as inscrições praticamente esgotadas, o programa e estrutura da Pós graduação Maçonaria e Sociedades Iniciáticas poderão ser consultada em: Universidade Autónoma de Lisboa.

 

PÓS-GRADUAÇÃO EM MAÇONARIA E SOCIEDADES INICIÁTICAS

MAÇONARIA E SOCIEDADES INICIÁTICAS

A Pós-Graduação em Maçonaria e Sociedades Iniciáticas dá a conhecer algumas das mais emblemáticas e importantes associações deste género da Europa e Estados Unidos, na sua história e suas origens, enquadran­do-as nas épocas das suas fundações e dos motivos institucionais e políticos que as fundou. Par ser a mais representativa, a Maçonaria, estará naturalmente em foco, também pela quantidade de membros portugueses, europeus e americanos que a compõem, mas serão igualmente abordadas outras sociedades iniciáticas coma os Roza-Cruz, os iluminatti, a Carbonária e outras para-maçónicas, como os Escuteiros, por exemplo.

OBJETIVOS

Aquisição e reforço de saberes numa área pouco estudada e ainda menos difundida e que tanta influência teve na historiografia portuguesa, europeia e mundial. Da ida à lua à revolução francesa; da carta dos direitos humanos à independência americana, a maçonaria esteve presente, moldando-se a cada passo.

DESTINATÁRIOS

Historiadores, alunos de arte, estudiosos das áreas de sociologia e naturalmente todos os que se interessam por esta temática; incluindo os elementos destas mesmas ordens que queiram saber mais, percebendo assim alguns dos passos políticos e históricos que lhe estão associados.

Veja o vídeo:

 
 Para mais informações, clique aqui:  Pós-Graduação-em-Maçonaria-e-Sociedades-Iniciáticas

Tomada de posse da Grã Mestra da Grande Loja Simbólica da Lusitânia - Maçonaria Mista Portuguesa

Logo_Grande_Loja_Simbolica_da_Lusitania.png

Tomou posse para o segundo e último mandato a Grã Mestra da Grande Loja Simbólica da Lusitânia, Isabel Viana.

A Grande Loja Simbólica da Lusitânia, é a Obediência Maçónica Mista Portuguesa, que instalou pela primeira vez em Portugal, o Rito Antigo e Primitivo Memphis Misraim, o Rito de Emulação e o Rito Escoçês Antigo e Aceite dando a possibilidade a Homens e Mulheres partilharem os trabalhos maçónicos em Loja.

A Grande Loja Simbólica da Lusitania pratica os Ritos, com as cartas patentes do Grande Oriente França, a maior obediência Maçónica francesa.

A GLSL é membro da Aliança Maçónica Europeia e da União Maçónica do Mediterrâneo. Foi responsável pela organização do último encontro da União Maçónica do Mediterrâneo, em Lisboa em abril de 2019. 

 

Dois portugueses na Direção da Aliança Maçónica Europeia

 IMG_7289.jpeg AME-Alianca Maconica Europeia, Alliance Maçonnique Européenne.jpg  fernando_lima GOL_001.jpg 

 

Foram eleitos dois portugueses para a Direcção da Aliança Maçónica Europeia (AME), Pedro Rangel Past Grão Mestre da Grande Loja Simbólica de Portugal e Fernando Lima Grão Mestre do Grande Oriente Lusitano.

As eleições foram realizadas na assembleia geral da AME, que decorreu em Bruxelas, no dia 15 de setembro 2019, no Palácio Maçónico do Grande Oriente da Bélgica,  

Pedro Rangel assume as funções de Direção na Aliança Maçónica Europeia no Registro de Transparência junto da União Europeia. 

Fernando Lima foi eleito como membro da Direção na Aliança Maçónica Europeia para organização do colóquio da AME.

Marc Menschart, Past Grão Mestre do Grande Oriente da Belgica, foi reeleito Presidente da Aliança Maçónica Europeia.

A Aliança Maçónica Europeia é a maior organização maçónica europeia, reúne as mais de trinta obediências europeias. O seu objectivo é a promoção dos valores e princípios da Maçonaria, que são a liberdade de consciência, os ideais da democracia, fraternidade e dignidade humana.

“A Maçonaria, hoje: desafios e atualidade”

image.png

“A Maçonaria, hoje: desafios e atualidade” 

Livraria-Galeria Municipal Verney - Oeiras 

Organização da área de Ciência das Religiões  |  Un. Lusófona

12 de Setembro (das 18.30 às 20.30)

Introdução: Paulo Mendes Pinto

Conferência de abertura: 

"Um olhar histórico para o caminho das Obediências Maçónicas em Portugal", por António Ventura

Mesa: "Unitas Multiplex", a diversidade de olhares numa metodologia comum, com:

- Fernando Lima, Grão-Mestre do Grande Oriente Lusitano

- José Manuel Anes, Past Grão-Mestre da Grande Loja Legal de Portugal / Grande Loja Regular de Portugal

- Raquel Reininho, Presidente do Conselho Nacional da Federação Portuguesa da Ordem Maçónica Mista Internacional «Le Droit Humain»  

- Rogélia Neves, Grã-Mestra da Grande Loja Feminina de Portugal

13 de Setembro

(das 18.30 às 20.30)

O ideal da Fraternidade, actualidade

- José Eduardo Meira da Cunha

- Francisco Queiroz

- Luís Natal Marques

- Jaime Ramos

Introdução e moderação: Rui Lomelino de Freitas

14 de Setembro

(das 15.30 às 19.00)

A Maçonaria como leitura do Mundo

- Carlos Dugos

- Rui Lomelino de Freitas

- Anabela Cravinho

- Carlos Wahnon

Introdução e moderação: Paulo Mendes Pinto

Convent do Grande Oriente de França - GODF em Paris.

Grand Orient de France.jpg

Realizou-se o Convent anual do Grande Oriente de França - GODF, a maior Obediência Maçónica Mundial da Maçonaria Liberal, com mais de 54 mil membros e 1361 Lojas disseminadas a nível mundial. 

Jean-Philippe Hubsch, GODF.jpg 

Jean-Philippe Hubsch, Grão Mestre do GODF, traçou em sete objectivos principais  o proximo ano maçónico, no seu discurso final na presença dos Grão Mestres e suas delegações das Obediências Maçónicas amigas:

 1. a defesa da laicidade e dos valores republicanos, 

2. Homenagem e comemoração do 75º aniversario da libertação do campo de concentração de Auschwitz.

3. Política internacional do GODF:

a) No Convent deste ano foi aprovado a saída do CLIPSAS, atendendo à falta de credibilidade actual desta organização.

b) Cumprimento do Livro branco da politica externa do GODF, nomeadamente na politica externa europeia e cooperação Africa-Europa, 

c) a relação com os países da bacia do Mediterrâneo,

d) a relação com a Maçonaria americana.

4. O vector fundamental será o desenvolvimento da Aliança Maçónica Europeia, depois da alteração dos seus estatutos realizados na Assembleia Geral Extraordinária que ocorreu em Lisboa, organizado pela Grande Loja Simbólica de Portugal no passado mês de junho.

 

A Aliança Maçónica Europeia será o porta voz da Maçonaria Liberal e Humanista nas instituições europeias nomeadamente na Comissão Europeia e Parlamento Europeu.

A Maçonaria portuguesa esteve representada pela Grande Loja Simbólica de Portugal e pela Grande Loja Simbólica da Lusitania, estando ausente pela primeira vez o Grande Oriente Lusitano.

Jean-Philippe Hubsch referiu a excelente relação existente com estas duas Obediências maçónicas portuguesas reforçando os laços maçónicos com a entrega da carta patente do Rito Escocês Antigo e Aceite á Grande Loja Simbólica da Lusitania - Maçonaria Mista Portuguesa.

Aliança Maçónica Europeia em Lisboa

 

Reuniu-se em Lisboa, a Aliança Maçónica Europeia - AME,  no passado mês de junho de 2019.

DSC08968.jpg

Estiveram presentes as principais Obediências Maçónicas Liberais europeias, onde foram aprovadas as alterações estatutárias que irão permitir uma maior dinâmica e intervenção no seio da União Europeia, nomeadamente junto da Comissão Europeia e Parlamento Europeu.

 A Aliança Maçónica Europeia é a principal organização maçónica europeia que tem como objectivo a defesa da Declaração Universal dos Direitos do Homem de 1948, a Convenção Europeia para a Proteção dos Direitos do Homem e das Liberdades Fundamentais de 1950 e a Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia de 2000. 

DSC08875.jpg

 A Aliança Maçónica Europeia defende intransigentemente os ideais de democracia, da liberdade de expressão, da igualdade de direitos e da dignidade humana.

Estiveram representadas as cinco Obediencias Maçonicas portuguesas da Maçonaria Liberal: a Grande Loja Simbólica de Portugal, o Grande Oriente Lusitano, a Grande Loja Simbólica da Lusitania, a Grande Loja Feminina de Portugal e o Direito Humano.

Na Direcção da Aliança Maçónica Europeia, na Area do Registro de Transparência junto da União Europeia, está em funções o único representante de Portugal, Pedro Rangel, Past Grão Mestre da Grande Loja Simbólica de Portugal.

DSC08971.jpg

A reunião em Portugal foi da responsabilidade da Grande Loja Simbólica de Portugal - GLSP, à qual foi amplamente elogiada pela organização e rigor na concretização deste importante evento ao nível da Maçonaria europeia.

 A Grande Loja Simbólica de Portugal é membro fundador da Aliança Maçónica Europeia

É a terceira obediência maçónica portuguesa, possuindo Lojas Maçónicas em todo o território português. 

Em 2008 instalaram o Rito Antigo e Primitivo Memphis Misraim pela primeira vez em Portugal e em 2018, a Grande Loja Simbólica de Portugal foi a obediência maçónica portuguesa pioneira na instalação do Rito de Emulação na Maçonaria Liberal e adogmática em Portugal. 

Este ano maçónico, a GLSP começou a trabalhar o Rito Escocês Antigo e Aceite, com as Cartas Patentes do Grande Oriente de França (a maior obediência maçónica francesa).