ptenfrdeitrues

Eleições na Grande Loja Legal de Portugal.

Maçonaria, gllp, Grande Loja Legal de Portugal.jpg Eleições na Grande Loja Legal de Portugal.

Irão decorrer no dia 25 de maio de 2018, as eleições para Grão Mestre da Grande Loja Legal de Portugal. 

Nesta eleição apresentam-se quatro candidatos: 

Armindo Azevedo, membro da Loja Vasco da Gama, advogado e presidente dos Parques Tejo;

José Moreno, foi grão-mestre da Grande Loja Legal de Portugal entre 2010 e 2014, é membro da Loja Mercurio, é advogado e gestor;

José da Motta Veiga, é membro da Loja Andersen, é advogado;

Aníbal Bento, é membro da Loja Europa, é economista.

Esta Obediência Maçónica portuguesa da via maçónica masculina, foi criada em 1996. com o apoio da Grande Loja Nacional Francesa (terceira obediencia maçónica em França), representando a maçonaria regular em Portugal.

Policia morto no atentado de Trèbes, era maçom da Grande Loja De França.

29542677_1554599591304421_7473288337618499622_n 2.jpg

Arnaud Beltrame, o tenente coronel da policia francesa que estava no supermercado Super U, em Trèbes, no sul de França, quando foi sequestrado com outros clientes e empregados por um terrorista, na passada sexta-feira, 23 de março 2018.

Corajosamente preferiu continuar como refém, trocando por outras pessoas que foram sendo libertadas. 

Durante o sequestro, manteve o contacto com as Forças Especiais da Policia, dando informações precisas, para a intervenção policial. 

Foi assassinado pelo terrorista quando decorreu a operação policial.

Arnaud Beltrame, era maçom, membro da Loja Jérôme Bonaparte, de Rueil-Nanterre, da Grande Loja De França. 

A Grande Loja De França prestou homenagem a este membro, salientando: “ partiu como um herói, provando ter um grande sentido de dever e de sacrifício. Este acto de bravura e o seu patriotismo permitiram salvar vidas e recordou que nunca se deve vergar perante a barbárie. Os pensamentos de todos membros da GLDF acompanham a sua família neste momento de grande tristeza.

A GLDF saúda os representantes das forças da ordem da República francesa, que combatem todas as formas de ostracismo, xenofobia e terrorismo.”

A Maçonaria Universal está de luto, pela partida deste membro da maçonaria francesa.

O primeiro Templo Ecuménico Universalista, em Portugal.

Templo Ecumenico. Maçonaria.jpg

O Templo Ecuménico Universalista é uma obra única em Portugal.

Está situado em Miranda do Corvo, em pleno Parque Biológico da Serra da Lousã e é o ponto de convergência e união de todas as Religiões, Ordens Iniciáticas nomeadamente a Maçonaria.

A construção é uma pirâmide de 13 metros de altura e representa o Templo de Salomão. No solo da Pirâmide está representado o labirinto da Catedral de Amiens.

A Grande Loja Simbólica de Portugal, Grande Loja Simbólica da Lusitânia e Grande Oriente Lusitano estiveram presentes na inauguração desta importante marca da tolerância e união de todos os povos, independente dos seus credos e religiões.

Artigo detalhado: Artigo da Revista Visão

 

Julio Meirinhos, Gão Mestre da Grande Loja Legal de Portugal, dá aula aos mais jovens em Bragança.

Maçonaria. Grande Loja Legal de Portugal, Julio Meirinhos.jpg

O Grão Mestre da Grande Loja Legal de Portugal, Julio Meirinhos, esteve no Liceu de Bragança, em Trás-dos-Montes, numa sessão de esclarecimento, para os mais jovens, sobre a Maçonaria.

Julio Meirinhos é transmontano. Foi presidente de Camara Municipal de Miranda do Douro, Governador Civil e ex-deputado do Partido Socialista, pelo Distrito de Bragança.

É maçom há 25 anos e é Grão Mestre da maior Obediência Maçónica portuguesa, da actualidade, reconhecida pela Grande Loja Unida de Inglaterra.

O Grão-Mestre do Grande Oriente Lusitano, foi recebido pelo Presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues.

 

Assembleia da República, Maçonaria.jpgFernando Lima, Grão-Mestre do Grande Oriente Lusitano, foi recebido por Eduardo Ferro Rodrigues, Presidente da Assembleia da República.

Foi no passado dia 22 de novembro que Eduardo Ferro Rodrigues, Presidente da Assembleia da República, recebeu em audiência o Grão Mestre do Grande Oriente Lusitano, Fernando Lima.

O encontro que demorou cerca de 30 minutos, decorreu após Fernando Lima ter sido reeleito pela terceira vez consecutiva para Grão Mestre. Segundo Fernando Lima, o Grande Oriente Lusitano “compartilha valores democráticos que constituem a estrutura da sociedade portuguesa”.  

Fernando Lima foi investido como Grão-Mestre reeleito no dia 24 de setembro, após eleições, onde eram candidatos, José Adelino Maltez e Daniel Madeira Rodrigues. É o Grão Mestre com mais anos de permanência em funções institucionais no Grande Oriente Lusitano.

O Grande Oriente Lusitano, a Grande Loja Regular/Legal de Portugal e a Grande Loja Simbólica de Portugal, são as três Obediências maçónicas masculinas, em Portugal.

Portugal vai acolher o próximo encontro da União Maçónica do Mediterrâneo, em Lisboa.

images.jpg 

Portugal vai acolher o próximo encontro da União Maçónica do Mediterrâneo, em Lisboa.

No decorrer do XVIII Encontro da UMM União Maçónica do Mediterrâneo, em Roma, Itália realizado no passado 12 a 14 de abril de 2018, organizado pela Grande Loja de Itália, foram eleitos para a organização do proximo encontro da UMM, a Grande Loja Simbólica de Portugal e a Grande Loja Simbólica da Lusitania.

Este ano, o tema foi Os desafios da Europa do Mediterrâneo para o futuro. 

Estiveram presentes as principais Obediências Europeias, do Médio Oriente e do Norte de África, nomeadamente: Italia, França, Portugal, Espanha, Albania, Libano, Grécia, Marrocos, Turquia.

A Maçonaria portuguesa esteve representada pelo Grande Oriente Lusitano, Grande Loja Simbólica de Portugal e pela Grande Loja Simbólica da Lusitania.

O encontro decorreu no Palácio da Santa Chiara e no Palácio Maçónico da Grande Loja de Italia, em Roma.

A UMM - União Maçónica para o Mediterrâneo, foi fundada por iniciativa da Grande Loja da Itália com o objectivo de conhecer e discutir as

raízes comuns das principais Obediências Maçónicas Liberais dos países de cultura mediterrânea ou mediterrânea, nomeadamente Sul da Europa,

Médio Oriente e Norte de África. 

Em novembro de 2009, com a aprovação da Declaração Conjunta, os membros da Obediência comprometeram-se a tomar medidas concretas em favor das jovens gerações dos países mediterrâneos, sobre os quais se espera um futuro de compreensão e solidariedade entre os povos do Mediterrâneo. A criação de um prémio para apoiar projectos ao serviço do diálogo intercultural é um excelente exemplo.

É uma organização maçónica internacional de grande prestigio no seio da Maçonaria Mundial.

Todos os anos, a União Maçónica do Mediterrâneo organiza um colóquio num país das trinta Obediências Maçónicas, membros da UMM. 

Paro o ano, será a vez da Maçonaria portuguesa ser a anfitriã da União Maçónica do Mediterrâneo, através da Grande Loja Simbólica de Portugal e da Grande Loja Simbólica da Lusitania, prestigiando Portugal nos fóruns maçónicos internacionais.

A Maçonaria Portuguesa

Maçonaria em Portugal.jpg

A Maçonaria portuguesa é composta pelo Grande Oriente Lusitano (a mais antiga obediência portuguesa), a Grande Loja Legal de Portugal (reconhecida internacionalmente pela Grande Loja Unida de Inglaterra: a Obediência Maçónica originária da Maçonaria Regular) e a Grande Loja Simbólica de Portugal (reconhecida internacionalmente pelo Grande Oriente de França: a maior Obediência Maçónica do mundo da Maçonaria Liberal e Adogmática).  

A via mista e feminina da Maçonaria portuguesa é representada pela Grande Loja Simbólica da Lusitânia (Obediência Maçónica reconhecida pelo Grande Oriente de França) pela Grande Loja Feminina de Portugal e pelo Direito Humano.

A Alliance Maçonnique Europeénne é a organização maçónica europeia da Corrente Liberal que agrega as Obediencias Maçónicas europeias representativas do mosaico nacional de cada Estado Membro da U.E.

O Grande Oriente Lusitano e a Grande Loja Simbólica de Portugal são Membros fundadores da Alliance Maçonnique Europeénne. O D.H. encontra-se como membro observador. A Grande Loja Simbólica da Lusitânia e a Grande Loja Feminina de Portugal, entraram na AME, no mesmo dia, 26 de setembro de 2016, em Bruxelas. 

 

Reunião da AME - Aliança Maçonica Europeia, em Viena de Austria.

 

AME-Alianca Maconica Europeia.jpg

Decorrreu em Viena de Austria, a reunião da AME - Aliança Maçonica Europeia, no dia 13 de janeiro de 2018, organizado pelo Grande Oriente da Austria.

Estiveram presentes as trinta principais Obediencias Maçónicas europeias pertencentes à Maçonaria Liberal.

Foram abordados varios temas de reflexão ao nivel europeu para 2018, nomeadamente o acolhimento de refugiados, Direitos Fundamentais do Homem, a Educação, o Meio Ambiente, para serem debatidos no proximo colóquio da Aliança Maçonica Europeia que irá decorrer no Parlamento Europeu, no próximo outubro, em Bruxelas.

A representar a Maçonaria portuguesa, estiveram presentes como membros efectivos da Aliança Maçonica Europeia: a Grande Loja Simbolica de Portugal, a Grande Loja Simbólica da Lusitania e o Grande Oriente Lusitano. 

A proxima reunião será em Paris, em abril de 2018.

Novo Grão Mestre da Grande Loja Simbólica de Portugal

logo_loja_simbolica_new-2.jpg

Filipe Bruno, foi eleito, o novo Grão Mestre da Grande Loja Simbólica de Portugal, para o triénio 2018/21, no passado 2 e 3 de dezembro de 2017, na Sessão 24ª da Grande Loja Simbólica de Portugal, que decorreu em Lisboa.

Filipe Bruno, é o actual Grande Chanceler da Grande Loja Simbólica de Portugal, desempenhando diversos cargos de Grande Oficial na Grande Loja Simbólica de Portugal, designadamente Grande Tesoureiro, Grande Mestre Cerimonias, entre outras funções. 

É membro da Grande Ordem Egípcia - Altos Graus do Rito Antigo e Primitivo Memphis Misraim, em Portugal.

Foi o Diretor do Primeiro Salão do Livro Maçónico, realizado em Portugal, em 6 e 7 de maio de 2017.

A nivel profissional é empresário na área da saúde.

A Grande Loja Simbólica de Portugal é a Obediência Maçónica portuguesa, que instalou o Rito Antigo e Primitivo Memphis Misraim, em Portugal e possui uma grande ligação institucional com o Grande Oriente de França (maior Obediencia Maçónica da Maçonaria Liberal a nivel mundial).

Entrevista de Marc Menschaert, Presidente da Aliança Maçónica Europeia

 

Marc Menschaert, Aliança Maçónica Europeia, Maçonaria, Grande Loja Simbólica de Portugal , Grande Loja Simbólica da Lusitania .jpg

Presidente da Aliança Maçónica Europeia, Marc Menschaert pretende melhorar a comunicação entre maçons e sociedade.  

O presidente da Aliança Maçónica Europeia, Marc Menschaert, afirmou que uma melhoria em termos de comunicação irá beneficiar todas as as Obediências Maçónicas existentes em Portugal. Contudo a Maçonaria “deve manter-se discreta” e rejeita qualquer tipo de secretismo.  

Marc Menschaert visitou Lisboa, para estar presente na cimeira da Aliança Maçónica Europeia e juntou as obediências maçónicas portuguesas, nomeademente o Grande Oriente Lusitano (que foi o anfitrião), Grande Loja Simbólica de Portugal, Grande Loja Feminina de Portugal e a Grande Loja Simbólica da Lusitania e as Obediencias Maçonicas extrangeiras.

“É para preservar o nascimento de muitas ideias que o que dizemos em Loja deve ser discreto , mas a maçonaria não é uma sociedade secreta", afirma Marc Menschaert que acrescenta “a AME tem uma página online e é um parceiro na Comissão Europeia e está representada no Parlamento Europeu”.

Em Portugal foi a primeira vez que aconteceu uma reunião com os responsáveis máximos das principais Obediencias Maçonicas europeias.

O objetivo foi igual ao que se passa noutros países; os maçons devem trabalhar em conjunto para defenderem os valores que acreditam, que são os princípios da Liberdade, Igualdade e Fraternidade, pela qual a Maçonaria foi criada. 

Apesar da discrição, a cimeira em Lisboa foi essencial para se definir formas de comunicar e para partilhar ideias “melhorar a sociedade em que todos vivemos e somos parte” disse Marc Menschaert. A pagina online da AME “vai também servir para que todos, maçons e não maçons, possam ter acesso aos trabalhos que se vão realizado e o que apresentamos às instituições da União Europeia”.  

A Aliança Maçónica Europeia é uma associação internacional que segue os princípios da transparência da União Europeia “defendemos valores que a maçonaria considera de tal forma importantes que devem ser falados e partilhados com outras instituições europeias” reforça o presidente da instituição.  

A Aliança Maçónica Europeia engloba mais de três dezenas de Obediencias Maçonicas Europeias, das quais o Grande Oriente Lusitano, Grande Loja Simbólica de Portugal, Grande Loja Simbólica da Lusitânia e Grande Loja Feminina de Portugal, representantes da Maçonaria portuguesa.

A Grande Loja Simbólica de Portugal e o Grande Oriente Lusitano são membros fundadores da Aliança Maçónica Europeia.