ptenfrdeitrues

Convent do Grande Oriente de França - GODF em Paris.

Grand Orient de France.jpg

Realizou-se o Convent anual do Grande Oriente de França - GODF, a maior Obediência Maçónica Mundial da Maçonaria Liberal, com mais de 54 mil membros e 1361 Lojas disseminadas a nível mundial. 

Jean-Philippe Hubsch, GODF.jpg 

Jean-Philippe Hubsch, Grão Mestre do GODF, traçou em sete objectivos principais  o proximo ano maçónico, no seu discurso final na presença dos Grão Mestres e suas delegações das Obediências Maçónicas amigas:

 1. a defesa da laicidade e dos valores republicanos, 

2. Homenagem e comemoração do 75º aniversario da libertação do campo de concentração de Auschwitz.

3. Política internacional do GODF:

a) No Convent deste ano foi aprovado a saída do CLIPSAS, atendendo à falta de credibilidade actual desta organização.

b) Cumprimento do Livro branco da politica externa do GODF, nomeadamente na politica externa europeia e cooperação Africa-Europa, 

c) a relação com os países da bacia do Mediterrâneo,

d) a relação com a Maçonaria americana.

4. O vector fundamental será o desenvolvimento da Aliança Maçónica Europeia, depois da alteração dos seus estatutos realizados na Assembleia Geral Extraordinária que ocorreu em Lisboa, organizado pela Grande Loja Simbólica de Portugal no passado mês de junho.

 

A Aliança Maçónica Europeia será o porta voz da Maçonaria Liberal e Humanista nas instituições europeias nomeadamente na Comissão Europeia e Parlamento Europeu.

A Maçonaria portuguesa esteve representada pela Grande Loja Simbólica de Portugal e pela Grande Loja Simbólica da Lusitania, estando ausente pela primeira vez o Grande Oriente Lusitano.

Jean-Philippe Hubsch referiu a excelente relação existente com estas duas Obediências maçónicas portuguesas reforçando os laços maçónicos com a entrega da carta patente do Rito Escocês Antigo e Aceite á Grande Loja Simbólica da Lusitania - Maçonaria Mista Portuguesa.