ptenfrdeitrues

Prancha 23

A Maçonaria e o Feminismo

A história do feminismo pode ser dividida em três “ondas”. A primeira teria ocorrido no século XIX e início do século XX, a segunda nas décadas de 1960 e 1970, e a terceira teria ido da década de 1990 até a atualidade.

A teoria feminista surgiu destes movimentos femininos e se manifesta em diversas disciplinas como a geografia feminista, a história feminista e a crítica literária feminista. O feminismo alterou principalmente as perspectivas predominantes em diversas áreas da sociedade ocidental, que vão da cultura ao direito.

O Feminismo é um discurso intelectual, filosófico e político que tem como meta direitos equânimes e uma vivência humana liberta de padrões opressores baseados em normas de gênero. Envolve diversos movimentos, teorias e filosofias advogando pela igualdade para homens e mulheres e a campanha pelos direitos das mulheres e seus interesses.

A história do feminismo pode ser dividida em três “ondas”. A primeira teria ocorrido no século XIX e início do século XX, a segunda nas décadas de 1960 e 1970, e a terceira teria ido da década de 1990 até a atualidade. A teoria feminista surgiu destes movimentos femininos e se manifesta em diversas disciplinas como a geografia feminista, a história feminista e a crítica literária feminista. O feminismo alterou principalmente as perspectivas predominantes em diversas áreas da sociedade ocidental, que vão da cultura ao direito.

Breve Resumo:

- Deolinda Lopes Vieira  Quartim, Maçom e Feminista

- Obra e Vida Pública

- Deolinda Lopes Vieira e a Maçonaria

- Adelaide Cabacete (1967 - 1935)

- Adelaide Cabacete e a Maçonaria

- Referências Bibliográficas

Roberto Aguilar M. S. Silva

Membro Vitalício da Academia  Maçônica de Letra de Mato Grosso do Sul, Brasil

Versão em PDF